A conspiração dos felizes – guia de leitura

Por não acreditar nas aparências mais do que devo, continuo um ingênuo como sempre.
Enquanto isso, o mundo todo prossegue funcionando assim, por trás das aparências.
.

Aldo Balding. Espresso.A evolução de uma estranha vingança em razão de um trauma aparentemente esquecido. O adolescente é agora um homem doentio, cético e imprevisível quando reencontra o casal de ex-colegas de escola. Compreendendo que eles combinaram o encontro com intenções sexuais, esforça-se para frustrar esses personagens que ressurgem desastradamente em sua vida. Isso cria uma situação constrangedora e insustentável em que todos se perdem em revelações patéticas, permeadas por ironias, conduzindo a desfechos ilusórios, inesperados e a uma espécie de pungente e reveladora confissão.

Parte 1. Dores de cabeça, diarreias

1. Como se nunca eu me conhecesse

2. Era ela, ela mesma

Parte 2. O fato de eu ser ridículo

3. O fato de eu ser ridículo

4. A vida segundo um antigo espanhol

5. Seria o mínimo razoável

6. Todos queriam ser o sol

7. De memórias ultrajantes

8. O gosto diário de sua indiferença

9. Piano para um menino secreto

10. A fortaleza obscura de minha solidão

11. Melhor esquecer – mas não

12. Dicionário negro

13. Distrações e desastres (mais ou menos) dramáticos

14. Eu e ela em sintonia improvável

Parte 3. Copérnico e o movimento dos planetas

15. Primeiras falas de um reencontro maldito

16. “De quem é isso?”

17. Os poetas e escritores certamente morrerão envenenados

18. Mais um pouco da maldita conversa bem-educada

19. O pequeno redator

20. O que ela não queria era sorrir para mim

21. Mulheres distraídas, visões proibidas

22. Um sonho fantástico, só o que podia ser

Parte 4. O pouco que vale lembrar sobre múmias

23. Círculos sucessivos de imunidades

Parte 5. O homem importuno

24. O homem importuno

25. Inexpressivo, impassível, sem graça

26. Meu colega triste

27. Não fale grego assim comigo

28. Equívocos em série por culpa deles

29. Com o tempo, comecei a mentir

30. Sempre muito entendidos

Parte 6. Os conspiradores ocupam o café

31. Em parte, o destino

32. Música suave e um vulto do passado

33. Cantiga medieval de tristes vassalos

34. Persona non grata – mas eu já sabia

35. Controlados pelo costume

36. Entre fetiches e delírios, tudo muito secreto

37. Restos de meu pequeno mundo perdido

38. Chegadas partidas

39. O que Copérnico não imaginava: todos queriam ser o Sol

40. Eu ali, de uma maneira infernal

Parte 7. Agressividade dos pombos

41. Excentricidades e harmonias

42. Perigosas canções inofensivas

43. Agressividade dos pombos

44. Somos cópias produzidas pela repetição

45. Foi então que…

Parte 8. Meus crimes de primavera

46. E aquela tarde suave, tão bela…

47. Hei de continuar fingindo sempre

48. Válido apenas para pequenas viagens

49. Praguejando em silêncio

Parte 9. Diarreias, dores de cabeça

50. Quase uma conclusão

51. Foi só um sonho ruim

52. Pós-escrito tardio (mas irresistível)

.

Imagem: Aldo Balding.  Espresso.