Os últimos dias de agosto – guia de leitura

Frederick Usher de Voll. Praça Madison.. 1
A partir das anotações em um diário, vão se revelando uma personagem e uma história. Júlio Dias vive com um amigo, em um apartamento alugado, na cidade onde compartilham as noites de boêmia e mulheres que, de maneira superficial ou contundente, acabam atravessando suas vidas. Mas o que se faz sempre mais essencial e fascinante para Júlio é a procura pelas respostas que lhe permitam compreender esses escritos, o que o leva a uma crise imprevista da qual terá de se desvencilhar antes que seja tarde.

Parte 1. Os últimos dias de agosto

1. Os últimos dias de agosto. Abertura

2. Páginas claras, penumbra

3. Caminhavam mais lentamente…

4. Quita, a estrela distorcida. Bruno, mal resgatado.

5. Dona Norma e o último Coelho

6. Era ela, a minha maior inimiga

7. Não são fotos como as outras. 1

8. Não são fotos como as outras. 2

9. Não são fotos como as outras. 3

10. Por sorte, tudo imperfeito

11. Adeus, Júlio Dias

12. Bruno, o fantasma, e a medusa e…

13. Algo entre dois silêncios

14. A grande notícia trágica

15. O meio-dia cinzento

16. Suínos, símios, restaurante

17. O número zero e as dez mil coisas

18. Agenda de não-planos

19. Coelho, uísque e gelo, sonatas de piano

20. Um segredo, entre outros

21. Treze pode acontecer

22. Ana, Dulce, Treze, Cátia…

23. Treze, uma abelha assassina?

24. Treze pode continuar

25. Treze descuida-se de um segredo

26 Como cães farejadores

27. Não apagou um agora mesmo?

28. Arca com retratos do pai. Parte 1

29. Arca com retratos do pai. Parte 2

30. Fronteiras de fumaça, luzes insuficientes

31. O centro em parte alguma

32. Herói sem rumo

33. Treze não era uma fada qualquer

34. Já viu o prédio onde ela mora?

35. Homens (não tão) fortes à procura

 36. Velhas novidades

37. Por quem o luto imprevisto?

38. Para se pensar em crocodilos e borboletas

39. Por vezes como uma canção de ninar

40. Pateta

41. Um relógio, por exemplo

42. Girassol do mal

43. Um e outro, dois lados da coisa

44. Atrás de seu século, não existe nada

45. Tudo porque eram as páginas de um homem

46. Assim são as festas

47. O nome dela era Vanda

48.  … e esquecer o resto

49. Foi bom ela não ter vindo

50. Por sorte, algo sobre o sábado

51. Queijo, vinho e… “o disco novo dele”

 52. À luz amarelada de Gauguin

53. As folhas tenras da alface

54. Vanda pela manhã

55. Testamento entre suas últimas manias

56. Não foi tão ruim, mas foi ruim

57. Vanda vence a água e as nuvens

58. De intimidades e ousadias

59. De livros e desejos adormecidos

60. Competências, habilidades, trabalho em grupo

61. Passeios, pensamentos, posições

62. Papéis com imagens, ossos para não esquecer

63. Voyager 2

64. Nas escadas, mas não muito

65. A menos que se instalassem dois sóis

66. Uma sombra a caminho

67. Coisas não tão graves

68. No tempo (e no templo) das enciclopédias

69. A eterna tolice de tentar

70. Imagens recentes do funeral de Bruno

71. Nenhum gesto, nenhum grito

72. O castigo de escolher

73. O diário de ummorto 1. Página 27. Velha casa, sala de espera, chuva

74. O diário de um morto 2. Página 55. Local de nascimento, questões de consciência, o alpinista

75. O diário de um morto 3. Página 59. O imperador e o idiota, fósforo no passado, espectro de Munch, pessoas na esquina

76. O diário de um morto 4. Página 63. Identidade provisória, enigmas decifrados, relógios imprecisos, a garota grega, um pensamento simples

77. O diário de um morto 5. Página 81. Inseto e luminária, longa caminhada, pântanos com dinossauros

78. O diário de um morto 6. Página 113. Cidades em ruínas, poetas mortos, tentativa obstinada

79. A Noite das Vitaminas

80. O que restou de sua grande e última decisão

81. Música, ruídos: oásis e desertos

82. Os extremos do grande sonho

83. Sonho do rio antigo

84. Não há linhas retas até Estela

85. Real e insuficiente

86. Pedras, cometas, fichas alucinantes

87. Só ela sabia

88. O azul-âmbar do dia seguinte

89. Não diga! Eu também…

90. Cinzento por toda parte

91. Café com neblina imprevista

92. Lapsos de cegueira e lucidez

93. De um passado em tons de cinza

94. E o lugar será outro

95. Johann Fust e a máquina de enganar

96. Síntese de cristal e sombra

97. Classificados, respeitados, esquecidos

98. E os trens funcionando perfeitamente

99. Advento da mancha sinistra

100. Explicação do surgimento da mancha sinistra

101. Eu tenho um diário

102. O mito do animal-mestre

103. Um rosto aos 25 anos

104. Perto daquela estátua estranha

105. A um passo de seu rosto

106. Um dado de um jogo de dados

107. A esperança lhe arranha a testa

Parte 2. Setembro

108. Quase sem rumo

.

Imagem: Frederick Usher de Voll. Praça Madison.

Comentar